Resenha: ” O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares”

Resenha: ” O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares”

Ransom Riggs 

 

Depois de um tempinho sem dar “o ar da graça” resolvi voltar como mais uma super resenha!Uhh

Mas antes de mais nada gostaria de me desculpar por tanta demora. Tive alguns problemas que me impossibilitaram de escrever para o blog (não foi por falta de vontade, acreditem em mim).

Mas felizmente essa fase já passou e agora venho até vocês com resenha nova! Hehe

E pra começar escolhi um dos livros mais vendidos no ano de 2016 e que foi um sucesso em bilheteria nos cinemas (embora eu esperasse muito mais do filme) o livro: “O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares”.

Obs: Neste post falaremos apenas do livro.

O primeiro livro da trilogia gira ao redor do personagem chamado “Jacob Portman”. Ele, um adolescente de 16 anos, vive uma conturbada relação com seus pais que, ao ponto de vista do garoto, não são nada normais.

 O grande problema de Jacob ou Jake, como também é chamado, está na comunicação. Filho de uma mãe milionária e de um pai escritor que, nunca termina seus livros, Jake se enxerga como um peixe fora d’água.

Por vezes no livro, percebe-se a falta de comunicação que o garoto tinha para com seus pais tendo que recorrer a outras pessoas para se abrir.

Uma delas é jovem Ricky. Jocob tinha uma estranha relação com o adolescente que, era um pouco mais velho que ele. Embora o considerasse um amigo, sabia que não podia contar com ele para algumas coisas, já que o jovem possuía um temperamento nada comum.

O jovem ainda possuía um visual super bizarro, motivo de crítica por parte dos seus pais, principalmente sua mãe, que dizia que o garoto não era uma boa influência. Jake, porém parecia não se importar.       

 

Mas a pessoa na qual Jake mais se comunicava e talvez até mais amava era o seu Avô Abraham Portman.  

Desde de criança Jacob era vidrado nas histórias que seu avô contava mesmo muitas delas sendo bastante estranhas e até mesmo fantásticas demais para serem de verdade.

As histórias que o garoto mais ouvia era a respeito de um lugar incrível onde existiam crianças com poderes especias.

É claro que Jake, ao crescer, foi passando a não mais acreditar nas histórias do seu avô, porém uma viagem mudará completamente seu ponto de vista.   

Critica:

O livro começa em um rítmo bem lento, chega ser até chato às vezes. Porém, após a viagem de Jacob o livro ganha um “novo rítmo”, de narrativas lentas surgem narrativas mais agitadas com ar de mistério e aventura.   

ONDE ENCONTRAR? 

ACOMPANHE NO FACEBOOK


Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *